sexta-feira, 6 de maio de 2011

VIVA A UNANIMIDADE... A FAVOR DA DIVERSIDADE!

Realmente hoje foi um dia absolutamente...
 

Palavras são insuficientes para expressar. 

10x0
 

Realmente...
 

Espetacular!
 

O STJ reconheceu com unanimidade a união homoafetiva como entidade familiar, num precedente jurídico incrível, magnífico, extraordinariamente fantástico!
 

Emocionante acompanhar, assistir ao vivo e a cores uma história que vem sendo alicerçada, construída e erguida há anos finalmente ser legalizada.  E mais: com argumentações belíssimas, plenamente justificadas.
 

Faço minhas as palavras da admirável (sim, sou fã assumida!) Dra. Maria Berenice Dias, pioneira no judiciário brasileiro em defesa dos Direitos Homoafetivos:
 

“É a decisão mais sensível, mais corajosa e mais bonita que já vi. Torna inquestionável que a justiça não se curva e nem tem medo.”
 

E faço questão de citar algumas das frases mais emocionantes desta inesquecível tarde:
 

“Não se pode confundir questões jurídicas com questões de caráter moral ou religioso porque Brasil é um País laico.” (Min Celso de Mello)
 

“O Estado existe para auxiliar indivíduos a realizar seus projetos de vida, incluindo os que têm atração pelo mesmo sexo.” (Min Marco Aurélio)
 

“O reconhecimento hoje pelo tribunal desses direitos responde a grupo de pessoas que durante longo tempo foram humilhadas, cujos direitos foram ignorados, cuja dignidade foi ofendida, cuja identidade foi denegada e cuja liberdade foi oprimida.” (Min Ellen Gracie)
 

“A união homoafetiva se enquadra no conceito de família. Ações neste sentido buscam vencer o ódio e a intolerância em nome da lei.” (Min Luiz Fux)
 
“A forma escolhida para se viver não pode esbarrar no Direito. Todas as formas de preconceito merecem repúdio.” (Min Cármen Lúcia)
 

 “Esta decisão rompe paradigmas históricos e culturais e significa um passo significativo contra a discriminação.” (Min Celso de Mello)
 

E viva o nosso Judiciário!
 

Qual o sentimento que fica?
 

Êxtase?
 

Satisfação?
 

Prazer?
 

Reconhecimento?
 

Vitória?
 

Com certeza, é algo orgásmico...
 

Apesar de ainda engatinharmos  a caminho de um óbvio que surpreendentemente continua utópico. O legítimo respeito por todo e qualquer tipo de diferença. A concreta e essencial convivência dialogada entre grupos e subjetividades,  e inter grupos e individualidades.
 

Difícil...
 

Essa luta incessante, fora e dentro de cada um que ousa tentar aceitar verdadeiramente seus desiguais.
 

A decisão de hoje tem efeito vinculante que alcança toda sociedade. Fato.
 

Mas não é mágica.
 

Todo um passado de lutas por trás, e um futuro de batalhas pela frente.
 

Os armários não se abrirão como que por milagre.
 

A violência e o preconceito não vão desaparecer de forma extraordinária.
 

Ainda é pouco, ainda falta. É apenas a primeira bifurcação de uma longa estrada sem placas.
 

Entretanto...
 

Hoje vamos respirar aliviad@s, guardar cuidadosamente cada detalhe deste momento histórico realmente memorável.
 

O dia é nosso, vamos comemorar...
 

Mais um sonho que se torna deliciosa e indiscutivelmente palpável e material!

 
Quem quiser conferir os direitos adquiridos com a decisão do STF:
 


.

11 comentários:

  1. Não se pode confundir questões jurídicas com questões de caráter moral ou religioso porque Brasil é um País laico.” (Min Celso de Mello)

    Enfim, isso sempre muito me indignou, tanto que certa vez escervi:
    ''...Eu sei, fomos criados em uma base religiosa, predominantemente católica ou protestante, mas às vezes é necessário que o Estado esqueça isso e haja como deve agir, e fazer seu papel de integrar todos em seu meio. Afinal somos livres e temos direitos...Todo fato ligado a esse assunto gera polêmica, como na eleição para presidente, qual o fato da aprovação do casamento gay tornou-se motivos de acusações, falatórios...Até mesmo o legado Papal veio a dar sua opinião perante essa repercução. Não estou aquí para defender nenhum candidato, ou dizer que apoiei Fulano ou Ciclano, não mesmo. Mas o fato é que o Estado é Laico, ou não? Ao menos eu pensava que era, e sendo ele Laico podia sim tomar decisões sem a participação da igreja, ou qualquer influência religiosa. Afinal seria concedida a aprovação da UNIÃO CIVIL GAY .''

    Sinto termos dado um primeiro passo maior, o STJ enfim aprovou algo realmente de fato ao nosso favor, agora é esperar que isso realmente aconteça...e que consigamos dar outros passos, maiores ainda. É necessário, é preciso, é um direito!

    ResponderExcluir
  2. Salve, Salve à Maria Berenice Dias \o/

    ResponderExcluir
  3. Até que enfim essa "Justiça" brasileira fez algo que prestasse.

    ResponderExcluir
  4. Diedra,

    realmente vale a comemoracao!!!

    Vc anda muito sumida, nao tem capitulos novos.... Alguma perspectiva de quando vai retormar o romance? Bjs

    ResponderExcluir
  5. uhuhuhuhuh!!!! Enfim, uma luz no fim do túnel de preconceito!!!

    ResponderExcluir
  6. É a concretização de um começo...
    Tátil...
    Um marco
    Continuemos a luta!!!

    ResponderExcluir
  7. Realmente o que dizer...rs o contentamento tras essa sensação de riso bobo e de mente leve...rs de um breve silêncio... Mas também de racionalidade que não nos abandona... Como você disse: o que virá?

    Um longo caminho a caminhar certamente..., muitos corações a despertar para a esperança na humanidade, muitos risos e muitas lágrimas... não temos dúvida...

    Mas é um caminho,que definitivamente não surgiu do nada como os tijolos amarelos no mundo de Oz..., não! Primeiro vinheram as trilhas, criadas no meio de uma densa floresta de preconceito e intolerância. Foram muitas pegadas, foram muitos PARES DE PEGADAS, foram os pés de mulheres e homens corajosos e corajosas, que como seres especiais ganharam de Deus o Dom de saber amar e de se fazer amar... Sim, Deus, "Pois o amor é forte... uma faísca do amor de Deus" o mesmo Deus tão terrivelmente incompreendido por muitos (muitos)de seus fiéis, tão tristemente limitado por muitos líders de instituições que se predispuseram ao longo da historia, para representá-lo...

    Pois,ontem, no breve silêncio (rs) que de mim tomou conta, me lembrei exatamente de um texto cristão que me foi apresentado pela primeira vez na juventude, jamais esqueci: Amados, amemo-nos... pois o amor é de Deus etodo aquele que ama conhece a Deus e aquele que não ama não conheceu a Deus, porque Deus é Amor.

    A intolerância, o preconceito, a violência roubam a capacidade de amar... então quem naõ ama...

    É de fato como você disse... um dia para comemorar... "memorar com" fazer memória juntos... Por isso quero fazer memoria dizendo...à todos o/as amantes e amada/os, de longe e de perto, amiga/os e desconhecida/os que construiram as trilhas mas não estão aqui.
    OBRIGADA...

    ResponderExcluir
  8. Realmente o que dizer...rs o contentamento tras essa sensação de riso bobo e de mente leve...rs de um breve silêncio... Mas também de racionalidade que não nos abandona... Como você disse: o que virá?

    Um longo caminho a caminhar certamente..., muitos corações a despertar para a esperança na humanidade, muitos risos e muitas lágrimas... não temos dúvida...

    Mas é um caminho,que definitivamente não surgiu do nada como os tijolos amarelos no mundo de Oz..., não! Primeiro vinheram as trilhas, criadas no meio de uma densa floresta de preconceito e intolerância. Foram muitas pegadas, foram muitos PARES DE PEGADAS, foram os pés de mulheres e homens corajosos e corajosas, que como seres especiais ganharam de Deus o Dom de saber amar e de se fazer amar... Sim, Deus, "Pois o amor é forte... uma faísca do amor de Deus" o mesmo Deus tão terrivelmente incompreendido por muitos (muitos)de seus fiéis, tão tristemente limitado por muitos líders de instituições que se predispuseram ao longo da historia, para representá-lo...

    Pois,ontem, no breve silêncio (rs) que de mim tomou conta, me lembrei exatamente de um texto cristão que me foi apresentado pela primeira vez na juventude, jamais esqueci: Amados, amemo-nos... pois o amor é de Deus etodo aquele que ama conhece a Deus e aquele que não ama não conheceu a Deus, porque Deus é Amor.

    A intolerância, o preconceito, a violência roubam a capacidade de amar... então quem naõ ama...

    É de fato como você disse... um dia para comemorar... "memorar com" fazer memória juntos... Por isso quero fazer memoria dizendo...à todos o/as amantes e amada/os, de longe e de perto, amiga/os e desconhecida/os que construiram as trilhas mas não estão aqui.
    OBRIGADA...

    ResponderExcluir
  9. Como bem sabes eu estava incomunicavel esses dias, mas soube do resultado e lendo teu post senti muito perder essa.
    Mais uma vez valeu por nos deixar informadas... adorei a maneira como descreveste tudo.
    Tava realmente na hr de ganharmos ao menos uma...

    Sabemos q as cabeças não mudarão, mas o sabor da vitoria faz um bem danado aos nossos egos... ô se faz.

    Bjs...

    ResponderExcluir
  10. Tudo divino, maravilhoso!! Mas, dona Diedra, cadê os capítulos????


    Todo santo dia eu venho aqui, e dou com a cara na porta!!!

    Bjs, parabéns à todas, e anda logo com essa postagem... rsrsrs

    ResponderExcluir
  11. Até que enfim essa "Justiça" brasileira fez algo que prestasse.[2]

    Mudadndo de assunto!!!
    Di ñ tem cmo vc dá uma previão de qndo voltará a escrever NA DISTÂNCIA EM QUE EU TE ENCONTRE??
    Bjocas.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é muito importante!