quarta-feira, 3 de março de 2010

O PERIGO DA HISTÓRIA ÚNICA

Recebi essa palestra em vídeo de uma amiga muito querida.
É fantástica!
Impossível não se identificar.
Já pararam para pensar que:
São tantas as minorias, que na verdade aqueles que realmente se enquadram no padrão é que são pouquíssimos?

Mas voltando ao vídeo:
Chimamanda Adichie, escritora nigeriana, nos mostra o quão impressionáveis e vulneráveis somos face a uma história. Na maioria das vezes, apesar de só termos ouvido um lado, um único ponto de vista, tomamos aquilo como certo.

Quem nunca fez isso?
Afinal, a educação conservadora existe exatamente para nos enquadrar nos dogmas da sociedade moderna sem questioná-los, muito menos transgredi-los.
Mostre algo como uma coisa única, vezes sem conta, e esse algo se torna a verdade única.
Parece conhecido?

Eis a importância de termos várias e diversas histórias.
Tornar presente o fato de que a diversidade efetivamente existe.
É muito mais difícil (quiçá impossível) ignorar aquilo que é visível.
Só assim cada vez mais pessoas poderão compreender a conexão que existe entre todos os seres humanos, independente de serem ou não parecidos.
As histórias importam sim, e muito.
Como afirma Chimamanda Adichie:

"É impossível falar sobre uma história única sem falar de poder.[...]
Como são contadas, quando são contadas, quantas histórias são contadas, estão realmente dependentes do poder.[...]
A história única cria esteriótipos, e o problema com os esteriótipos, não é eles serem mentira, mas eles serem incompletos."

Felizmente, neste momento, a Internet existe como uma imensa possibilidade de expressão, registro e - por que não? - resistência.
A escrita passa a ser cada vez mais democrática.
Um teclado e idéias na cabeça... É o que basta para você conseguir ser ouvida por uma infinidade de gente.
Para quem como eu, detesta monopólios, é simplesmente...
Perfeito!
Por isso aproveitem.
Deixem gravados pensamentos, sentimentos, vidas.
Pontos de vista e opiniões diversas só acrescentam.  

"Quando rejeitamos a história única, quando nos apercebemos que nunca há uma história única sobre nenhum lugar, reconquistamos uma espécie de paraíso."
(Chimamanda Adichie)

Eu ainda acrescentaria: nunca há uma história única sobre nenhum lugar, pessoa, nem grupo específico.

Dica para quando for assistir:
Ao lado da seta de PLAY tem a opção:  VIEW SUBTITLES. Aperte e selecione a opção: portuguese (brazil)



"A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original."
(Albert Einstein)

7 comentários:

  1. Vídeo fantástico. Não conhecia a Chimamanda Adichie pareceu encantadora e adorei as histórias

    ResponderExcluir
  2. Zu,
    Tudo de bom, né?
    Eu também não conhecia. Quero ler os livros dela.
    BJ GDE!

    ResponderExcluir
  3. maravilhosa, adorei, evidentemente a ótica do dominador é que predomina como verdade, qd quem conta a história é o dominado nòs vislumbramos um outro prisma, outra inteireza. Essa noção está presente no trabalho teórico do Pedagogo brasileiro PAULO FREIRE q já andou pela África, e tb é maravilhoso. Adorei seu blog, bjos.

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda vou ver o vídeo, só vim comentar que eu tb tinha esta coisa de acreditar que a primeira informação era verdade verdadeira. O que meus professores no primário falaram, eram verdades absolutas...

    Até que um dia descobri que não existe "ponto inicial", de uma maneira bem vergonhosa, até... Ai o castelo de areia ruiu, mesmo assim, demorei muito pra descobrir que Veja não é digna da minha confiança, por exemplo.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom,Diedra!Realmente, talvez seja esse o maior crime contra a humanidade atualmente, a destruição da identidade cultural dos povos!A tal da globalização esmaga a diversidade e tira o que nos torna mais interessantes, nossa cultura ,nosso folclore,nossa história.
    Obrigada por oportunizar essa discussão!Parabéns!Bj.

    ResponderExcluir
  6. Fantástico!
    Amei o vídeo e o texto.
    Realmente, a história como a conhecemos é uma versão. A dos vencedores. Falta ouvir os vencidos e não tem muita gente interessada nisso.
    Mas mesmo assim, precisamos ter voz e saber q não estamos sozinhas!
    Excelente post, Di!

    beijos e borboleteios

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que vergonha ! Acho que sou uma dessas que tinha uma única história sobre a África.

    Mas no âmbito pessoal isso se torna perigoso também quando a história única que tomamos como verdade verdadeira é aquela que criamos pra nós mesmos.

    Ótima escolha de tema !

    Beijo !

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é muito importante!